USUÁRIOS ON LINE

CONTADOR DE LEITORES E VISITANTES

quinta-feira, 23 de abril de 2009

PCdoB critica governo João Castelo e cobra providências


São Luis : Cem dias Sem nada

1.Passados mais de cem dias desde o inicio do governo Castelo, constata-se de um modo geral a deterioração de serviços essenciais, a absoluta falta de transparência, uma imensa paralisia da máquina pública municipal e a completa inexistência de um projeto de gestão para a cidade. E isso tudo a despeito de contar com recursos suficientes.
2.Exemplos mais visíveis são a situação da malha viária que se encontra em estado lastimável sem que a Prefeitura adote medidas emergenciais básicas e adequadas para o período de chuvas; a deterioração dos serviços de saúde; a precariedade da limpeza pública em vários bairros; o descaso com a zona rural, entre outros.
3.Exemplo bem mais grave é a forma negligente e irresponsável como a Prefeitura Municipal se comportou diante dos previsíveis efeitos das chuvas. Nenhuma ação preventiva foi tomada para se evitar os graves transtornos causados, inclusive com vítimas fatais;
4.Até agora o prefeito de São Luís vem deixando a cidade à deriva, sem rumo, sem planejamento, sem previsões seguras sobre que projeto pretende implantar. Adota-se um lastimável modelo que desperdiça as possibilidades que a cidade tem para se desenvolver e criar condições de vida bem melhores para toda a população;

5.Neste período o prefeito João Castelo confirmou a sua reconhecida experiência em governar de forma autoritária. Foi assim no tratamento violento dado aos vendedores instalados no terminal de ônibus do São Cristóvão; na negativa em negociar diretamente com os agentes comunitários de saúde em greve para receber salários e outros direitos; na permanente falta de diálogo com os movimentos organizados; e até na relação com os vereadores, ignorados em seus pleitos mais elementares, inclusive o de audiências.
6.O governo João Castelo também se esquece das tão alardeadas promessas de campanha. Até o momento não esboçou qualquer iniciativa pública para viabilizar as promessas de fardamento gratuito, bom preço, Hospital do Angelim, leite gratuito para as crianças, tarifa social de ônibus urbano, moradias populares, entre tantas. Ao contrário, quando se manifestou foi para vetar projeto de lei aprovado pela Câmara na legislatura anterior que assegurava no atual exercício o fardamento gratuito para os alunos da rede municipal.
7.Não se quer de um governante, registre-se, soluções mágicas e instantâneas, mas espera-se sempre que ele possua o mínimo de preparo para cuidar da cidade e apontar rumos capazes de assegurar aos cidadãos e cidadãs a perspectiva de melhorias das condições gerais da cidade.
8.Diante disso, é necessário avivar as forças da sociedade para cobrar energicamente do governo municipal uma radical mudança de postura. O caminho é a mobilização permanente da comunidade para que a Prefeitura cumpra com sua responsabilidade;

9.O PCdoB conclama o povo de São Luis a cobrar seus direitos, a dizer não ao descaso e a exigir do prefeito uma postura de respeito à cidade;
10.Por fim, o PCdoB conclama publicamente o prefeito João Castelo a sair da paralisia e da irresponsabilidade. Ao trabalho, João Castelo!

São Luís, 23 de abril de 2009
Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil

UM GRITO PRESO NA GARGANTA DO POVO BRASILEIRO: FALA MINS. JOAQUIM BARBOSA!

video

terça-feira, 21 de abril de 2009

A OBCECADA ROSEANA EM DESMONTA O CENÁRIO DE 2010


Não é uma surpresa a insistência de Roseana Sarney em associa o seu novo governo não tão novo assim ao PC do B, PT e ao dep. Federal Flavio Dino através de boatos e factóides implantados em seus meios de comunicação como o jornal O Estado e o portal imirante. Hora o grupo Sarney bem habilidoso politicamente tenta com isso desmonta o palanque da esquerda no estado, vendo neste uma ameaça para os seus interesses eleitorais em 2010 como eleger Lobão governador e garantir a volta de Roseana ao senado tendo um único palanque no estado da possível candidata a presidente da republica Dilma Rouseff e isola ainda mais o já desgastado Jackson Lago caso tente disputar novamente, ou seja, o caminho livre para consolida uma vitoria segura ao seu grupo, por isso fará de tudo para desarticular ou descredibilizar esse campo associando a sua imagem através de falsas noticias implantadas pelo seu próprio grupo de comunicação.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

EM NOTA O PC DO B DESMENTE BOATOS DA MíDIA SARNEYSISTA

NOTA OFICIAL
A propósito de notícia veiculada na imprensa sobre a suposta participação do PCdoB na equipe do Governo Roseana Sarney, encaminhamos a nossa manifestação oficial:
O PCdoB não recebeu conv estites para dirigir o ITERMA ou a CAEMA, nem fez reivindicações relativas a esses órgãos ou a qualquer outro da estrutura administrativa estadual;
O PCdoB não mantém qualquer negociação para compor a equipe de governo;
Em sucessivas reuniões para analisar o novo quadro administrativo no Estado, nenhum integrante de nossas direções defendeu a participação no governo que ora se inicia;
Continuamos com a mesma avaliação que levou à tática eleitoral aplicada nas eleições municipais de 2008. Assim, trabalhamos todos os dias, com determinação e vigor, pela constituição de um campo político democrático, popular e progressista, que realmente renove a política maranhense e governe com competência e honestidade.
Prosseguiremos o nosso trabalho, dialogando e apresentando propostas aos Governos, aos Parlamentos e aos Movimentos Sociais, sempre procurando colaborar com a luta em favor de um Brasil desenvolvido e soberano e de um Maranhão à altura do que o nosso povo merece.
Atenciosamente,


Gerson Pinheiro - Presidente do Comitê Estadual

Márcio Jerry - Presidente do Comitê Municipal

Flávio Dino - deputado federal

VOLTEI!!!!!!!!!!!!!!!!!

ROSEANA SARNEY/JOÃO CASTELO E PSDB, CLARO QUE NÃO!

EU NÃO VOU ME ADPITAR!


Não Vou Me Adaptar
Titãs
Composição: Arnaldo Antunes

Eu não caibo mais
Nas roupas que eu cabia
Eu não encho mais
A casa de alegria
Os anos se passaram
Enquanto eu dormia
E quem eu queria bem
Me esquecia...

Será que eu falei
O que ninguém ouvia?
Será que eu escutei
O que ninguém dizia?
Eu não vou me adaptar
Me adaptar...

Eu não tenho mais
A cara que eu tinha
No espelho essa cara
Não é minha
Mas é que quando
Eu me toquei
Achei tão estranho
A minha barba estava
Desse tamanho...

Será que eu falei
O que ninguém ouvia?
Será que eu escutei
O que ninguém dizia?
Eu não vou me adaptar
Me adaptar...

Não vou!
Me adaptar! Me adaptar!
Não vou! Me adaptar!
Não vou! Me adaptar!...